DOENTES POR FUTEBOL

Transferência de Gareth Bale divide opiniões na Inglaterra

Aston Villa v Tottenham Hotspur - Premier League

Gareth Bale é o grande destaque do Tottenham (Foto: Divulgação)

Após ser a sensação da temporada 2012/2013 da Premier League, o galês Gareth Bale, do Tottenham, promete agitar também a próxima janela de transferências da Europa. Além do montante de dinheiro que alguns clubes europeus estão oferecendo para tirá-lo de White Hart Lane, a não-classificação dos Spurs para a próxima UEFA Champions League deverá servir como um grande motivo para a transferência do jogador de 23 anos para algum clube grande da Europa.

Por outro lado, há gente forte dentro do Tottenham que assegura, sem titubear, a permanência de Bale para a próxima temporada. Esse é o caso de Tim Sherwood, ex-jogador dos Spurs e hoje responsável por outros setores no clube. Em entrevista à imprensa britânica, Sherwood afirmou que não há o porquê de Bale sair agora.

- Ele está fantasticamente feliz no Tottenham. Eu vejo ele todos os dias durante os treinos. Ele tem bom relacionamento de trabalho com o técnico e ama seus companheiros de clube – disse.

Desde 2007 no Tottenham, Gareth Bale saiu da lateral-esquerda para se transformar, ao longo dos anos, em meia e até atacante da equipe. Apresentou um futebol excelente na última temporada da Premier League, quando decidiu, por inúmeras vezes, a vitória do Tottenham com seus chutes indefensáveis de fora da área. E, por isso, foi merecidamente eleito craque da liga e melhor jogador jovem do futebol inglês. Tanto sucesso, segundo Tim Sherwood, torna-se uma mão de duas vias entre a estrela e os dirigentes do Tottenham.

- Eles mostram a ele o respeito que ele merece e ele retorna com o mesmo respeito.

Atualmente, a cláusula de rescisão contratual de Bale está avaliada em cerca de 65 milhões de euros. Mas, mesmo sendo um valor totalmente acessível aos cofres dos clubes milionários da Europa, como Real Madrid e Barcelona, Sherwood acredita que a vontade pessoal do atleta é de ficar.

- Eu não vejo ele batendo à porta no intuito de sair. Eu acredito 1.000.000% que ele ficará no Tottenham – completou.

Se sair do Tottenham, o Real Madrid é o mais provável destino para Gareth Bale.

Recentemente, o jornal espanhol MARCA realizou uma pesquisa na internet em que os torcedores do Real Madrid tinham de escolher quem eles gostariam de ver com a camisa do clube: Neymar ou Bale. O resultado de 93% a favor da contratação do galês foi devastador, não deixando dúvidas se o atleta será bem aceito ou não pelos torcedores merengues, caso desembarque na Espanha.

De todos os clubes que já demonstraram interesse no jogador, o Real parece ter um estilo de jogo mais adequado para o jogador. Bale é veloz, gosta da individualidade e chuta muito de longa distância. O Barcelona, por exemplo, que possui um estilo mais cadenciado, de toque de bola, não seria o ideal.

jjjj

Bale tem o chute de longa distância como ponto forte (Foto: Philippe Merle/AFP)

Segundo o jornal Daily Star, o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, está estudando fazer uma oferta de 43 milhões de libras por Bale, além de envolver nomes como Higuaín, Di María, Pepe ou Marcelo na negociação.

Em entrevista ao jornal britânico The Sun, Steve McManaman, ex-jogador da seleção inglesa, ídolo do Liverpool e com passagem de sucesso pelo Real Madrid, disse mais ou menos o que Pelé fala sobre Neymar:

- Ele precisa ser testado contra os melhores jogadores do mundo porque ele é indiscutivelmente um dos melhores do mundo – declarou.

Na contramão de Tim Sherwood, McManaman acredita que o Tottenham terá dificuldades para segurar Gareth Bale.

- Se ele tem a chance de jogar pelo Real Madrid ou Barcelona, eu nunca que diria não para ele – completou.



As palavras e ideias colocadas no texto são de responsabilidade do autor, e não necessariamente representam as ideias do site.

O site é formado por um conjunto de pessoas que pensam diferente entre si, e nasceu de uma comunidade do Orkut em que sempre se privilegiou o debate. Não faria sentido, neste outro espaço, ignorar o debate e falar de cima para baixo.

O Doentes por Futebol, como site, continua sendo um espaço de troca de ideias, como era e ainda é a comunidade Doentes por Futebol no Orkut e agora também no Facebook. Se você não concorda, discorde, argumente, mas não parta para a ofensa.

O campo de comentários é sua arma, use-a com precisão, não soltando disparos aleatórios.

Estudante de jornalismo, apaixonado pela profissão e, literalmente, doente por futebol. Entende que seria impossível alcançar realização profissional se não trabalhasse com esportes. Mora em Dublin, República da Irlanda, de onde escreve sobre futebol inglês e produz videorreportagens para o DPF. Também escreve sobre a Premier League Inglesa para a versão britânica do site Vavel. Já fez trabalhos no Brasil e na Irlanda para o programa Craque do Futuro, do Diário LANCE!